Campinas tem mais 5 mortes por Covid e totaliza 4.451; nº de casos segue represado por falha em sistema

0
0


Boletim desta terça mostra mais 37 moradores infectados. Segundo a prefeitura, sistema do Ministério da Saúde está fora do ar desde 9 de setembro, o que prejudica a notificação de casos. Prefeitura de Campinas
Rafael Smaira/G1
Campinas (SP) confirmou mais cinco mortes por Covid-19 na tarde desta terça-feira (21), o que elevou o total para 4.451 desde o início da pandemia. O balanço de casos mostra ainda 138.516 casos positivos, um aumento de 22 em relação ao boletim anterior. Segundo a prefeitura, a notificação está prejudicada pelo fato de o sistema do Ministério da Saúde estar fora do ar desde 9 de setembro.
Os novos óbitos e casos registrados não significam, necessariamente, que foram no mesmo dia da divulgação, mas sim inseridos no sistema nesta data. Confira abaixo detalhes sobre as vítimas.
Prefeito de Campinas, Dário Saadi testa positivo para Covid-19
O recorde de mortes divulgadas em 24 horas, por exemplo, é de 6 de abril, quando foram 69 em único boletim. Já o dia com mais mortes pela doença, em toda pandemia, foi 31 de março, com 43 óbitos.
Números atualizados nesta terça-feira:
Confirmados: 138.516 (22 a mais)
Óbitos: 4.451 (5 a mais)
Idade, sexo, comorbidades: veja o perfil das vítimas em Campinas
Acompanhe no gráfico abaixo o total de casos positivos desde 13 de março de 2020, quando Campinas registrou o primeiro morador infectado, e o acumulado diário com dados da administração.
Mortes
Segundo a administração, as novas vítimas são três homens e duas mulheres, sendo que todas tinham comorbidades. Veja abaixo detalhes.
05/09: Homem, 66 anos, com comorbidades.
09/09: Mulher, 71 anos, com comorbidades.
15/09: Homem, 57 anos, com comorbidades.
18/09: Mulher, 55 anos, com comorbidades.
18/09: Homem, 69 anos, com comorbidades.
Confira a curva do número de mortes acumuladas por dia do registro do óbito desde o início da pandemia no gráfico abaixo.
VÍDEO: tudo sobre Campinas e região
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.