O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) deu detalhes da época em que investiu na carreira de ator pornô. Após atuar em novelas da Globo e participar do reality show “Casa dos Artistas”, no SBT, Frota surpreendeu o público o entrar no ramo de filmes eróticos. Durante participação no podcast “4talk Cast”, o deputado contou que tomou essa decisão após superar um problema com drogas. “Já tinha feito sucesso, já tinha sido um fracasso, já tinha casado e separado da Cláudia [Raia] há muito tempo. Precisava fazer alguma coisa e pensei em fazer filme pornô, quis fazer algo que eu gosto de fazer e ainda ganhar uma grana. Fui até a melhor produtora, cheguei lá e o cara não acreditou, ele riu num primeiro momento. Eu não me arrependo de ter feito”, afirmou.

O ex-ator pornô contou também que recebeu um bom dinheiro para estrelar os filmes eróticos em meados de 2004. “Na época foi muito bom, eu recebi R$ 500 mil por quatro filmes e mais um apartamento na Avenida Moema [em São Paulo] que valia R$ 180 mil”, falou o deputado. A gravação dos filmes aconteceu em Búzios, no Rio de Janeiro. “Cheguei em uma mansão, abri a porta e estava cheio de mulheres. Já fiz filme com travesti também, não é minha orientação sexual, mas fui para o tudo ou nada e não tenho vergonha de falar sobre isso porque eu conheço um monte de gente que queria ter uma relação com um travesti e eu tive. Fui lá e fiz o que eu tinha que fazer”, concluiu o Frota.