O governo de São Paulo homenageou nesta terça-feira, 21, 130 atletas paralímpicos que participaram das Paralimpíadas de Tóquio. A cerimônia aconteceu no Palácio dos Bandeirantes e toda a delegação recebeu a Medalha de Homenagem Esportiva do Estado. Dos 259 atletas paralímpicos, 136 são nascidos ou vivem em São Paulo. Dos atletas paulistas, 48 garantiram medalhas para o Brasil, que ficou em sétimo lugar no ranking mundial. O governador João Doria elogiou o desempenho dos atletas brasileiros. “Vocês nos ajudaram a lembrar que nós podemos sentir orgulho de sermos brasileiros, mas de um Brasil real, um Brasil verdadeiro, onde cada vida vale”, disse. No evento, o governo também lançou o programa “Cidade Acessível” para promover a inclusão e acessibilidade. O investimento será de R$ 110 milhões para aquisição de equipamentos e desenvolvimento de obras, além de ações nas áreas de esportes, lazer, infraestrutura, educação e acessibilidade.

O projeto também envolve a construção de academias adaptadas e a disponibilização de kits de tecnologia para alunos com deficiência visual de escolas públicas, entre outras coisas. As prefeituras que se interessarem vão poder aderir ao programa de parcerias. Ainda no evento, o João Doria criticou o ministro Milton Ribeiro, por dizer que os deficientes atrapalham o aprendizado dos alunos nas escolas. “Ministro, tenha no mínimo, se o senhor não tem capacidade de ser um ministro da Educação, compaixão. Não temos que segregar, temos que unir, temos que somar, sermos todos juntos, todos iguais, jamais discriminar”, afirmou.

*Com informações do repórter Victor Moraes