As prévias do PSDB para indicar um candidato à Presidência da República em 2022 começaram oficialmente nesta segunda-feira, 20. Se inscreveram o governador de São Paulo, João Doria, e do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, além do senador Tasso Jereissati e o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio. Doria foi o primeiro a anunciar a participação. Na sede do partido em Brasília, o tucano elogiou os adversários e afirmou que o PSDB terá “naturalmente o candidato da terceira via” nas eleições do ano que vem.

Ana Paula Henkel, comentarista do programa “Os Pingos Nos Is“, da Jovem Pan, lembrou que Doria apoiou o presidente Jair Bolsonaro nas eleições de 2018 e criticou o posicionamento atual do governador. “Os politicos navegaram na onda Bolsonaro, como o Doria, que se elegeu no trem ‘bolsodoria’ e dizia ser de direita. Não adianta falar que é de direita. Onde estão as políticas de direita, principalmente em relação à liberdade?”, questionou. “Doria não é de direita, é um projeto de tiranete. Já ficou muito exposto que a  planfletagem do Doria e do Leite, dentro dessa pandemia, é mais um projeto de poder da ‘esquerda limpinha’, a social democracia querendo tomar o Brasil de volta”, opinou. 

Assista ao programa “Os Pingos Nos Is” desta segunda-feira, 20, na íntegra: