“Quando falavam no ano 2000, eu dizia que ‘no ano 2000 a gente já morreu’, tinha certeza de que não virava o ano 2000”, diz Ney Matogrosso, lembrando quando tinha 30 e poucos anos, uma Brasília e tantos hits tocando no rádio quanto couberam nos dois lados do LP de estreia da banda dele, os Secos & Molhados.
Leia mais (07/30/2021 – 11h19)