Em uma operação conjunta entre a Polícia de São Paulo e do Pará, o líder de um esquema de pirâmide foi detido nesta quinta-feira, 12. Olavo Renato, de 35 anos, estava em um condomínio de luxo, na região de Indaiatuba, quando foi preso. Com ele, foi apreendida uma carga de 150 kg de rubis que, segundo o próprio estelionatário, está avaliada em US$ 8 milhões — o equivalente a cerca de R$ 30 milhões. A investigação teve início no Pará e, de acordo com a Polícia, Olavo liderava um esquema em formato de pirâmide em que as pessoas investiam determinada quantia de dinheiro esperando um retorno maior. Segundo a polícia, os valores variavam de R$ 100 mil a R$ 500 mil.

Pelo menos 500 pessoas caíram no golpe. O delegado Osvaldo Nico Gonçalves afirmou que pelo menos mais quatro pessoas estavam no esquema. E que, agora, o próximo passo da investigação, é encontrar todos os envolvidos. “Ele tem um grupo que está por trás dele, a investigação é de Belém do Pará. Está sendo investigado, já comunicamos o juiz de lá que ele foi preso hoje aqui. É um procedimento muito grande, que vai ser dado ciência para o juiz de Belém do Pará.” O dinheiro que ganhava com o golpe, Olavo investia em pedras preciosas e imóveis. As pedras foram levadas para o departamento de operações policiais estratégicas e de lá serão enviadas de volta ao Pará.

*Com informações da repórter Camila Yunes