No mesmo dia em que publicam o primeiro romance, os irmãos Jules e Edmond de Goncourt decidem começar um diário. Até aí tudo normal ?a febre da escrita íntima se alastrava pela França em meados do século 19. Escritores como Stendhal e escritoras como Madame de Staël mantiveram por toda a vida cadernos que, postumamente, foram editados em livro.
Leia mais (08/08/2021 – 19h00)