A “Virada da Vacina”, evento com 34 horas ininterruptas de aplicação dos imunizantes para pessoas com entre 18 a 21 anos contra a Covid-19 na cidade de São Paulo, marcou o momento no qual a capital ultrapassou as 12 milhões de doses totais aplicadas na população. Segundo a prefeitura, 238.842 vacinas foram aplicadas até as 17h30 deste sábado, 14. Dessas, 188.136 foram de primeira dose, 50.699 de segunda e sete de dose única. O evento deve encerrar o calendário de primeira dose para população adulta no município e contou com uma série de eventos para atrair a população jovem. O prefeito Ricardo Nunes participou de parte do evento e afirmou que a ideia foi copiada por outras capitais brasileiras. “A gente consegue se comunicar com a juventude. Eles colocam nas redes sociais e incentivam os outros a virem”, disse.

A expectativa é vacinar 600 mil jovens ao longo de todo o fim de semana. As apresentações culturais vão ocorrer nos 2o drive-thrus da cidade e no megaposto de Santo Amaro. Participam da “Virada da Vacina” blocos famosos da capital paulista, como o Minhoqueens, Domingo Ela Não Vai e Desculpa Qualquer Coisa, além da Festa VHS, Calefação Tropicaos, Je Treme Mon Amour, Pardieiro, Patuá Discos, Pratododia e Cabaret da Cecília. Segundo a prefeitura, a iniciativa tem como objetivo incentivar os jovens a se vacinarem, mas serve também como amparo para os coletivos culturais da cidade, atingidos pela paralisação das atividades imposta pela pandemia desde 2020. A “Virada da Vacina” funcionará em duas etapas. No sábado, poderão se vacinar, das 7h às 19h, as pessoas de 20 e 21 anos. A partir das 19h, a imunização estará aberta também para público de 18 a 21 anos até às 17h de domingo.