Geraldo de Barros (1923-1998) é o autor do autorretrato acima, feito por volta de 1975. Ele também é um dos expoentes do Foto Cine Clube Bandeirantes e, por conseguinte, da fotografia moderna no Brasil. Parte das imagens produzidas por ele foi selecionada pelos curadores Lorenzo Mammì e Michel Favre em Geraldo de Barros — Imaginário, Construção e Memória, no Itaú Cultural, com abertura prevista para quarta (11). Ao todo, a mostra ocupa três pisos, com mais de 400 itens, que englobam não só fotografia, mas também sua produção em mobiliário, gravura e pintura.

> Itaú Cultural. Avenida Paulista, 149, ☎ 2168-177. Terça a domingo, 12h às 20h. Grátis. Até 7 de novembro. Visitas agendadas em: tinyurl.com/ydnwt2ub

+Assine a Vejinha a partir de 8,90.

Publicado em VEJA São Paulo de 18 de agosto de 2021, edição nº 2751