O mestre italiano Leonardo Da Vinci (1452-1519) ganha uma homenagem em exposição, realizada pela Academia Latino-Americana de Arte, no Espaço Músico Cultural, localizado na Avenida Washington Luís, número 1001, no bairro da Chácara Flora. “Teremos dois espaços expositivos. No andar térreo, vão ser exibidos objetos inspirados nos cadernos do artista renascentista, como o protótipo de bicicleta que ele projetou”, explica Fábio Porchat, presidente da ALA, que recebeu os itens do Instituto Da Vinci, de Florença, Itália.

No segundo andar, ele acrescenta: “Serão apresentados por volta de quarenta trabalhos, de trinta artistas, associados à Academia e vindos de sete estados brasileiros.” Entre os paulistas, há Carmen Fonseca, Dayse Figueiredo, Lígia de Sá, dentre outros. Dentre os mineiros, Isabel Galery e Luciane Thimotheo. Há ainda nomes do Rio Grande do Sul, Espírito Santo, Pará, Paraná e Rio de Janeiro.

Não há uma delimitação quanto à linguagem dos trabalhos, sendo assim, convivem pinturas, desenhos e gravuras. “Devemos contar na inauguração com a presença da nova secretária de cultura do município, a Aline Torres”, diz Fábio, todo orgulhoso. O colecionador é pai do apresentador Fábio Porchat, ponto que volta e meia é abordado em entrevistas: “Hoje, ele é mais famoso do que eu, mas eu sou conhecido há mais tempo”, diz entre risadas no final da conversa.