Impasse para prorrogar contrato com empresa prejudica atendimento nas unidades de saúde de Bom Sucesso de Itararé

0
0

Segundo a prefeitura, as atividades foram paralisadas após um projeto de crédito adicional de R$ 283 mil ser reprovado pela Câmara de Vereadores. Unidades voltaram a atender durante a tarde. Um impasse para prorrogar o contrato com a empresa que presta serviços nas unidades de saúde “Maria Cacilda Ribeiro” e “Mário Orlando Antunes”, em Bom Sucesso de Itararé (SP), prejudicou o atendimento nesta terça-feira (21). As UBSs ficaram fechadas pela manhã e voltaram a atender no período da tarde.
De acordo com a prefeitura, o problema ocorreu porque a administração municipal esperava a aprovação de uma verba na Câmara de Vereadores para prorrogar o contrato com a empresa por mais um mês, de forma emergencial, até que fosse finalizado um edital de licitação para contratar uma empresa definitiva.
A prefeitura informou que o crédito adicional de R$ 283 mil seria destinado para atender as despesas da manutenção e desenvolvimento dos serviços de saúde. No entanto, com cinco votos contra, o projeto de lei foi reprovado pelos vereadores, que não concordaram com o valor do aditivo.
Diante da decisão da Câmara, a empresa paralisou os atendimentos, fazendo com que moradores que tinham consultas agendadas ou que iriam se vacinar não fossem atendidos na manhã desta terça-feira (21).
Para resolver a situação, a prefeitura decidiu usar o dinheiro de verbas rescisórias para manter todos os funcionários trabalhando por mais um mês, que seria o período de aviso prévio, e depois concluir o processo licitatório.
À TV TEM, a prefeitura de Bom Sucesso de Itararé disse ainda que em nenhum momento deixou de cumprir as obrigações com a organização social contratada.
Veja mais notícias no g1 Itapetininga e Região
VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM