O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes, graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutorado pela Universidade Federal de São Paulo, com mais de 20 anos de carreira na área de urologia, explica que o PSA, sigla em inglês para Prostate-Specific Antigens, é uma enzima produzida nas células da próstata, que identifica alterações que podem ser advindas de câncer de próstata.

O exame é indicado para homens com mais de 45 anos, pelo menos uma vez ao ano, mesmo que o paciente não apresente sintomas. O PSA é totalmente indolor e feito em laboratório através de uma pequena amostra de sangue. Os resultados positivos são inferiores a 2,5 ng/ml, antes dos 65 anos, ou inferiores a 4,0 no/ml, acima dos 65 anos. Porém, nem sempre o aumento desse nível significa um indicativo para o câncer, então outros exames podem ser necessários para confirmar o diagnóstico.

O Mestre e Doutor em urologia Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes diz que o exame de Antígeno Prostático Específico, nome em português, é pedido para o paciente a fim de avaliar a presença de problemas como:

  • Prostatite;
  • Hipertrofia;
  • Inflamação da próstata.

Além dessas causas mais comuns, o exame pode dar valores alterados caso tenha feito algum procedimento retal, como cistoscopia ou ressecção transuretral da próstata, aumento de idade, e prática de exercícios que aumentem os hormônios.

Há também o PSA livre, indicado pelo urologista quando o paciente apresenta um resultado acima da anormalidade no exame de Antígeno Prostático Específico, a fim de afinar a investigação contra o câncer de próstata. Então, a partir do resultado dos dois exames, se o resultado for menor que 15%, o médico verifica se a alteração é benigna ou maligna e recomenda biópsia para o paciente.

O Doutor Marco Antonio Quesada Ribeiro Fortes comenta também que o especialista pode avaliar a densidade e a velocidade do PSA, sendo que quanto maior a densidade, por exemplo, maior será a suspeita de câncer de próstata. Por isso, é fundamental que a qualquer queixa de sintomas, procurar um médico urologista para uma avaliação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui