Além disso, também foi preciso utilizar carrinhos de mão para fazer o transporte dos peixes que serão jogados no aterro sanitário da cidade. Secretaria do Meio Ambiente diz que peixes migraram para o córrego porque faltou oxigênio no Rio Tietê. Equipe utiliza caminhão para retirar peixes encontrados mortos em rio de Salto
Gilberto Esquerdo
Uma equipe da Companhia de Saneamento de Salto (SP) precisou de carrinhos de mão e de um caminhão para retirar os peixes mortos encontrados no córrego Guaraú, afluente do rio Tietê, no último domingo (5).
Em imagens enviadas à TV TEM, é possível ver a caçamba do veículo lotada. A quantidade de peixes retirados nesta segunda-feira (6) e levados para o aterro sanitário de Salto não foi informada.
Um técnico da Cetesb esteve no local no domingo para avaliar a situação. O resultado do trabalho também não foi divulgado, mas o laudo deve sair nos próximos dias.
A secretaria do Meio Ambiente da cidade confirmou que esses peixes migraram para o córrego porque faltou oxigênio no Rio Tietê, que na última semana ficou com a água escura após a abertura de duas barragens em Pirapora do Bom Jesus (SP). Com a chuva, as barragens de geração de energia precisaram ser abertas para evitar inundações.
Moradores registram peixes mortos em trecho do rio Tietê na SP 75 em Salto
Arquivo Pessoal
Por conta disso, a lama que estava represada havia meses desceu, o que deixou a água com a tonalidade mais escura. Não é a primeira vez que a água do rio Tietê fica escura. Em agosto de 2017, a mesma situação foi registrada.
Além disso, um pouco antes, em novembro de 2014, o rio ficou com cor escura e provocou a morte de 40 toneladas de peixes, que foram retirados do córrego do Ajudante, um afluente que deságua no rio Tietê.
Segundo a Secretaria do Meio Ambiente, o mesmo ocorreu desta vez e a mortandade poderia ter sido maior se fosse o período de Piracema, que começa em novembro, quando os peixes sobem ao rio para desova.
Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí
VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM