O final de semana na cidade de São Paulo foi marcado por novas festas clandestinas, aglomeração de pessoas e inúmeros casos de descumprimento das medidas sanitárias impostas pelo governo estadual e municipal para conter os avanços da Covid-19. Diferentes das semanas anteriores, no entanto, os eventos proibidos deste sábado e domingo incluíram, até mesmo, idosos, que fazem parte do grupo de risco da doença. Fiscais da Vigilância Sanitária do Estado de São Paulo interromperam, neste domingo, um baile da terceira idade que acontecia no bairro da Penha, na Zona Leste da capital paulista. Ao todo, mais de 190 idosos participavam da festa.

A festividade desrespeitava algumas regras da quarentena no Estado, entre elas a imposição do toque de recolher noturno, que proíbe a circulação de pessoas das 23h às 5h. Descumprimento do distanciamento social também estava entre as determinações ignoradas. Além do baile dos idosos, outras festas também aconteceram em diferentes pontos do município. Na Zona Leste, o “Baile do Vera”, no Jardim Vera Cruz, também foi motivo para intensas aglomerações. Na Zona Sul, o evento proibido resultou em uma fila de carros, enquanto na Zona Norte, uma festa com mais de 500 pessoas foi interditadas por fiscais do Procon. Segundo o órgão, 29 estabelecimentos foram autuados por descumprimento de regras entre a sexta-feira, 26 e o sábado.