Embarcação havia entrado em quarentena após 14 trabalhadores serem infectados com a Covid-19. Antes de ser liberada, todos foram testados e negativados para a doença. Navio MTM Southport ficou na área de fundeio do Porto de Santos após casos positivos de Covid-19 a bordo
Reprodução/MarineTraffic
Um navio fundeado no Porto de Santos, no litoral paulista, foi liberado da quarentena pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), após os tripulantes serem testados e negativados para a Covid-19. A embarcação havia entrado em quarentena após 14 trabalhadores serem infectados com a doença. Dois tripulantes, inclusive, foram identificados com a variante delta do vírus.
Segundo a Anvisa, o MTM Southport, de bandeira de Singapura, foi liberado no final deste sábado (7), após uma nova testagem indicar que todos estavam negativados. Além disso, foi realizada uma avaliação médica dos tripulantes, que indicou bom estado de saúde dos trabalhadores.
Apesar da liberação para retorno das operações, a determinação se a embarcação irá permanecer em Santos ou prosseguir para outro local, é uma decisão do proprietário do navio. Dos tripulantes, cinco precisaram ser desembarcados e foram internados. Eles permanecem em ambiente hospitalar, aguardando alta médica.
O navio entrou em quarentena no dia 24 de julho e permaneceu na área de fundeio do cais santista por 14 dias. Neste período, dois tripulantes foram identificados com a variante delta da doença.
A embarcação está carregada com barris de etanol e chegou ao cais santista no dia 20 de julho, vindo do Porto de Salvador, na Bahia. A manobra de deslocamento para a área de fundeio aconteceu na noite do dia 25. Conforme informações da Anvisa, o navio totaliza 23 tripulantes, e nesse período 14 tiveram Covid-19.
VÍDEOS: as notícias mais vistas do G1