Do início do ano até o dia 9 de novembro, foram registrados 552 acidentes com o animal peçonhento, segundo dados da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) e da Vigilância Epidemiológica. Escorpião amarelo é mais comum na zona urbana e o que causa mais acidentes
Tony Winston/Agência Brasília
O Centro de Controle de Vetores e Zoonoses (CCVZ) de Birigui (SP) emitiu um alerta para os moradores a respeito do número de acidentes com escorpiões.
Do início do ano até o dia 9 de novembro, foram registrados 552 acidentes com o animal peçonhento, segundo dados da Superintendência de Controle de Endemias (Sucen) e da Vigilância Epidemiológica.
No mesmo período, foram 880 ocorrências de aparecimento. As autoridades de saúde não registram óbitos por conta de picadas de escorpiões.
Em cerca de 90% dos casos, os animais peçonhentos saíram da rede de esgoto através de ralos, pias de cozinha, banheiros e tanques.
Eles se alimentam de grilos, baratas, aranhas e cupim e alojam em restos de entulhos de construção, materiais e no meio a folhas secas caídas.
Aumento
De acordo com o Centro de Controle de Vetores e Zoonoses (CCVZ), um dos motivos do aumento de acidentes e surgimento de escorpiões é a utilização indevida de venenos e inseticidas por parte dos moradores.
O veneno não mata o escorpião, apenas desaloja o animal das redes de esgoto e pluviais para a vizinhança onde os mesmos saem para fugir da ação química provocada pelos venenos e inseticidas.
Para diminuir o risco, a orientação é eliminar materiais que sirvam de alojamento e que possam atrair o alimento dele, evitar deixar roupas no chão, verificar sapatos antes de vestir, deixar os móveis afastados pelo menos 10 centímetros das paredes e manter o lixo fechado.
O morador que encontrar um escorpião deve procurar Centro de Controle de Vetores e Zoonoses, que fica na Praça Gumercindo Paiva Castro. Também é possível entrar em contato pelo telefone (18) 3643-6274.
Em seguida, o setor encaminhará a equipe de campo para realizar uma pesquisa no imóvel. Através da notificação do morador, as equipes conseguem monitorar as áreas com maiores índices de aparecimento de escorpião.
Em caso de acidente, o morador deve procurar imediatamente o pronto-socorro de Birigui e levar o animal em um frasco de vidro, caso seja possível capturá-lo em segurança.
Veja mais notícias da região em G1 Rio Preto e Araçatuba