Remessa de imunizantes chegou ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, e será entregue ao Ministério da Saúde para o Programa Nacional de Imunização (PNI). Lote com 2 milhões de doses prontas da CoronaVac chega ao Aeroporto de Guarulhos, em SP
Divulgação
Um lote com 2 milhões de doses prontas da vacina contra a Covid-19 CoronaVac, produzido na China, chegou ao Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, na noite desta quarta-feira (11).
O Instituto Butantan entregará a remessa ao Ministério da Saúde, para o Programa Nacional de Imunização (PNI).
Leia também: Governo de SP diz que acordo com ministro da Saúde para reposição de doses da Pfizer não foi cumprido
De acordo com o governo de São Paulo, o envio de vacinas prontas foi negociado durante um encontro com representantes do laboratório chinês Sinovac para dar mais agilidade à campanha de vacinação.
Isso porque a produção envolve processos de envase, rotulagem, embalagem e controle de qualidade antes do fornecimento das vacinas ao Ministério da Saúde. A maior parte das doses da CoronaVac já aplicadas no Brasil foi produzida pela fábrica do instituto, na Zona Oeste de São Paulo, a partir da matéria-prima da Sinovac proveniente da China.
A nova fábrica do Butantan, que será responsável por todo o processo de fabricação da CoronaVac sem a necessidade de importação de insumos, ainda está em obras. A previsão é que o local fique pronto em dezembro.
Entrega de doses
Butantan libera mais dois milhões de doses da CoronaVac para o Ministério da Saúde
Divulgação/Governo de SP
Mais cedo nesta quarta, o Instituto Butantan liberou outro lote com mais 2 milhões de doses da CoronaVac ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde. Com a entrega, o instituto completou o repasse total de 68,8 milhões de doses ao governo federal.
É a segunda remessa enviada nesta semana ao PNI. Na segunda, o instituto já havia liberado outros 2 milhões de doses.
As vacinas enviadas nesta manhã fazem parte do segundo contrato firmado com o Ministério da Saúde, de 54 milhões de imunizantes. O primeiro, de 46 milhões, foi concluído em 12 de maio.
Butantan entrega novo lote de 2 milhões de doses de CoronaVac ao Ministério da Saúde nesta quarta-feira (11)
Outros estados e América Latina
Em coletiva na manhã desta quarta, o governador João Doria (PSDB) manteve a previsão de que o instituto irá concluir a entrega dos 100 milhões de doses até o final de agosto.
De acordo com Doria, 48 horas após a entrega de todas as doses para o Ministério da Saúde, o Butantan estará apto a fazer entrega de vacinas para estados e municípios que queiram adquirir o imunizante para completar o seu programa de imunização.
O diretor do Butantan, Dimas Covas, disse que o Instituto negocia com seis estados, além de países da América Latina. O contrato com o governo do Ceará é um dos que está na fase de finalização e já foi assinado.
“Vamos entregar, assim que nós cumprirmos o nosso contrato com o Ministério, está previsto para até o final desse mês a entrega das doses para o Ceará. O Espírito Santo está em fase de negociação. Nós temos mais quatro estados que já manifestaram interesse e estamos evoluindo na questão dos quantitativos. Então, a partir do final de agosto, nós teremos vacinas disponíveis para atender aos demais estados, da mesma forma que nós estamos negociando também com outros países da América Latina”, afirmou o diretor.
Diretor do Butantan, Dimas Covas, durante coletiva de imprensa nesta quarta (11)
Divulgação/Governo de SP
No início do mês, o Butantan recebeu cerca de 2 mil litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), matéria-prima para produção da CoronaVac, para a produção de mais 4 milhões de doses da vacina.
Um novo carregamento de IFA deve chegar ao país no dia 18 de agosto. Serão 4 mil litros, o que corresponde a 10 milhões de doses.
O governo de São Paulo também anunciou a compra extra de 4 milhões de doses da CoronaVac exclusivamente para o estado de São Paulo. Do total, 2,7 milhões já foram entregues para o programa estadual de imunização sem passar pelo PNI.
Veja abaixo as entregas de doses do Butantan ao Ministério da Saúde:
Janeiro: 8,7 milhões
Fevereiro: 4,583 milhões
Março: 22,7 milhões
5 de abril : 1 milhão
7 de abril : 1 milhão
12 de abril : 1,5 milhão
14 de abril: 1 milhão
19 de abril: 700 mil
22 de abril: 180 mil
30 de abril: 420 mil
6 de maio: 1 milhão
10 de maio: 2 milhões
12 de maio: 1 milhão – totalizando as 46 milhões do primeiro contrato
14 de maio: 1,1 milhão
11 de junho: 800 mil
14 de junho: 1 milhão
16 de junho: 1 milhão
18 de junho: 2,2 milhões
5 de julho: 937 mil
14 de julho: 800 mil
15 de julho: 200 mil
16 de julho: 1 milhão
19 de julho: 1 milhão
21 de julho: 1,5 milhão
23 de julho: 1 milhão
28 de julho: 1,5 milhão
30 de julho: 1,2 milhão
4 de agosto: 2 milhões
9 de agosto: 2 milhões
11 de agosto: 2 milhões
VÍDEOS: Veja mais sobre SP e Região Metropolitana