Por unanimidade, vereadores aprovaram comissão para analisar atuação da Fersb, que gerencia unidades de saúde de Bauru; prefeitura diz que ‘respeita autonomia da Camara’. ‘CEI da Covid’ foi aprovada por 15 a 1. Câmara aprova nova CEI para investigar relação da prefeitura com fundação ligada à saúde
Câmara de Bauru/Divulgação
Os vereadores de Bauru (SP) aprovaram nesta segunda-feira (16) a abertura de uma nova Comissão Especial de Inquérito (CEI) para analisar a atuação da prefeitura na área da saúde e sua relação com a Fundação Estatal Regional de Saúde de Bauru (Fersb).
A partir de agora, e durante 60 dias, os parlamentares devem investigar se houve irregularidades nos contratos feitos entre o município e a Fersb, entidade que é responsável pelos serviços médicos em UPAs, UBSs e unidade de referência para tratamento da Covid-19.
Dentro os objetivos da nova Comissão Especial de Inquérito está o de levantar informações como valores repassados pelo município à fundação.
A “CEI da Fersb” foi impulsionada pela “CEI da Covid”, que apontou pagamento de plantões médicos que não foram realizados durante a pandemia.
Vereadores de Bauru aprovam criação de CEI para investigar fundação ligada à Saúde
Na sessão, também houve votação para definir os cinco membros da CEI, que terá como membros os vereadores Chiara Ranieri (DEM), Coronel Meira (PSL) e Júnior Lokadora (PP). Estela Almagro (PT) foi escolhida relatora e o Pastor Bira (Podemos), autor do pedido de abertura da CEI, fica na presidência.
Em nota, a Prefeitura de Bauru informou que “respeita a autonomia dos vereadores em aprovar a instalação de uma comissão” e que os “dados referentes ao contrato com a Fersb são enviados sempre que solicitados”.
‘CEI da Covid’ apovada
A criação da nova CEI foi feita na mesma sessão na qual foi votada e aprovada pelo plenário do relatório final de uma outra investigação na área da saúde, a “CEI da Covid”, cujo relatório que apontou falhas e omissões da prefeitura foi apresentado na semana passada.
O placar final da votação da “CEI da Covid” foi de 15 a 1, por sua aprovação. O único voto desfavorável à aprovação foi o da vereadora Estela Almagro.
Com a aprovação, o relatório da “CEI da Covid” será enviado para análise do Ministério Público e do Tribunal de Contas do Estado (TCE), cujo avaliador de dados fiscais vai analisar as informações contidas na investigação.
VÍDEOS: assista às reportagens da região
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília.