A estação Mendes-Vila Natal deveria ter ficado pronta em 2015, mas entrega atrasou entrega seis anos. O governador afirmou que vai enviar projeto para a Alesp para rebatizar o local com o nome do prefeito morto em maio, aos 41 anos. Estação Mendes-Vila Natal, da expansão da Linha 9-Esmeralda da Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM).
Divulgação/Secom/GESP
o
O governador João Doria (PSDB) inaugurou na manhã desta terça-feira (10) a estação Mendes-Vila Natal, da expansão da Linha 9-Esmeralda da Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM).
O governador disse que vai batizá-la de estação Bruno Covas, em homenagem ao prefeito da capital morto em maio, aos 41 anos, por causa de um câncer.
“Quando nós começamos a obra, o Bruno estava conosco. Ele não está presencialmente hoje, mas ele está espiritualmente. Então, esta estação vai levar o nome do Bruno Covas, pro nosso orgulho, orgulho da sua família, orgulho de São Paulo, orgulho de seu avô, de seus pais, de seu filho, Tomás, que começa a trabalhar essa semana conosco. Bruno, esta homenagem é pra você que está aí em cima. E aqui embaixo, o povo estará utilizando a estação Bruno Covas”, afirmou.
Nesta segunda (9), Doria já tinha anunciado a contratação de Tomás Covas, filho de 16 anos de Bruno Covas, como estagiário no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.
Expansão Linha 9-Esmeralda
A estação deveria ter ficado pronta em 2015 e é a primeira das duas estações do aumento da Linha 9-Esmeralda, que deve chegar até a região de Varginha, no extremo Sul da capital paulista, e ter uma parada com o mesmo nome.
O governo paulista afirma que a operação comercial da nova estação Mendes-Vila Natal vai acontecer apenas em dezembro. Por hora, a Linha 9-Esmeralda continua fazendo o trajeto Osasco-Grajaú no horário de rush, transportando atualmente cerca de 620 mil usuários por dia.
A expansão do Grajaú para a Vila Mendes e Varginha tem 4,5 km de extensão. Assim que a estação Varginha ficar pronta e começar a operar, a expectativa do governo é que a Linha Esmeralda passe a ter 18 paradas e transporte 110 mil usuários por dia.
A estação Varginha deve ser entregue no 1º semestre do ano que vem, segundo o secretário Alexandre Baldy.
Obras do lado de fora da estação Mendes-Vila Natal, da expansão da Linha 9-Esmeralda da Companhia de Trens Metropolitanos (CPTM), nesta terça-feira (10)..
Reprodução/TV Globo
Obra inacabada
Apesar da inauguração, do lado de fora caminhões e tratores ainda trabalhavam nas obras de finalização da estação Vila Natal, que não está com 100% das obras ainda finalizadas.
Questionado sobre os operários que ainda trabalham na área, João Doria disse que “toda estação é inaugurada assim” e que “detalhes de paisagismo, pintura e sinalização complementares fazem parte de um processo normal” de inauguração de uma estação.
“Toda estação é inaugurada assim, as obras evoluem. Sempre há acabamentos a serem feitos numa obra dessa dimensão e com esse investimento. Mas amanhã, a partir das 10h, começamos a operação assistida. É assim que funciona. Mas a estação tá pronta, em funcionamento. Agora, você tem sempre detalhes de paisagismo, pintura e sinalização complementares que fazem parte de um processo normal de uma estação de trem ou metrô”, disse o governador.
Segundo a Secretaria de Transportes Metropolitanos, a nova parada deve funcionar apenas em operação assistida, com horário reduzido, das 10h as 13h, diferente das demais estações da Linha 9, que operam das 4h às 0h.
Alesp
João Doria afirmou que para rebatizar a estação Mendes-Vila Natal com o nome de Bruno Covas vai mandar um projeto de lei para a Assembleia Legislativa de SP (Alesp) e depois acrescentar o nome do tucano homenageado.
“Nós não vamos retirar nenhuma placa, nós vamos acrescentar a placa com o nome da estação Bruno Covas. Não é preciso tirar, nós vamos acrescentar essa sinalização, vamos ter a aprovação da Assembleia Legislativa, que será rápida, será imediata. O Bruno era muito querido, ele foi deputado estadual também, além de deputado federal, não tenho nenhuma dúvida da aprovação disso [na Alesp]”, afirmou.
Bruno Covas (PSDB) e o filho Tomás, de 16 anos, durante a campanha eleitoral de 2020.
Acervo pessoal
Atrasos
A extensão da Linha 9-Esmeralda até o extremo Sul da capital paulista foi anunciada em 2011 pelo então governador Geraldo Alckmin (PSDB), que iniciou as obras em 2013, com previsão de entrega para 2015. Mas por falta de recursos federais para a finalização, a entrega foi adiada e as obras paralisadas até 2018.
Após o governo do estado obter financiamento em Brasília, o governo paulista anunciou a retomada das obras pata maio de 2019, o atual governo anunciou a retomada, com prazo de entrega para 2021.
Estações Vila Mendes Natal e Varginha devem ficar pronta até 2022
VÍDEOS: Tudo sobre São Paulo e região metropolitana