Suspeita teve ajuda do atual companheiro e de um amigo no homicídio, segundo a Polícia Civil. Vítima foi morta com 4 tiros no rosto enquanto esperava por uma carona em frente à sua casa. Trio é preso suspeito de participação no homicídio de jovem de 23 anos em Jardinópolis (SP)
Polícia Militar/Divulgação
A ex-mulher do jovem de 23 anos morto a tiros em Jardinópolis (SP), em agosto, foi presa preventivamente nesta quinta-feira (19) por suspeita de participação no homicídio.
Também foram presos de forma preventiva o atual companheiro dela, que teria ajudado a planejar o crime, e um comparsa do casal, suspeito de efetuar os disparos, de acordo com a Polícia Civil.
As prisões podem ser prorrogadas a pedido do delegado conforme o andamento das investigações.
Confissão
O crime ocorreu no dia 28 de agosto. O jovem esperava por uma carona para o trabalho na calçada de casa, no Jardim Morumbi, e levou quatro tiros no rosto.
O delegado André Baldocchi, responsável pela caso, afirma que a ex-mulher da vítima confessou o crime em depoimento à Polícia Civil. Ela teria planejado o homicídio junto com o atual companheiro e pedido ajuda a um amigo para efetuar os disparos.
“Passados 15 dias [do crime], a esposa da vítima começou a se envolver amorosamente com um rapaz e foi morar com ele. Ela acabou confessando que estava casada com a vítima, e que ele batia muito nela. Aí ela começou a se envolver amorosamente [com o outro rapaz] e decidiram pôr fim na vida dele”, diz.
O delegado diz que aguarda a autorização da Justiça para quebra de sigilo telefônico dos suspeitos para concluir o inquérito policial, que será encaminhado ao Ministério Público (MP) e, posteriormente, à Justiça.
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca