Levantamento do governo do estado também aponta dois casos da variante em Itapetininga e um em Guareí. Prefeituras pedem que moradores mantenham medidas de prevenção. Itaporanga e Taquarituba registram casos da variante delta do coronavírus
Jose Fernando Ogura/AEN
As cidades de Itaporanga e Taquarituba, na região de Itapetininga (SP), registraram três casos da variante delta do coronavírus entre os moradores. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (9) pela prefeitura de Taquarituba.
De acordo com a administração municipal, as informações sobre a variante foram repassadas pela DRS-VI, de Bauru, relacionadas a amostras de RT-PCR enviadas ao laboratório de análises do Hospital das Clínicas de Botucatu.
Conforme o documento, Itaporanga registrou dois casos da variante delta e Taquarituba, um caso. Eles foram identificados a partir da análise de amostras de 12 pacientes de Itaporanga e 17 de Taquarituba, genotipadas entre 2 de abril e 27 de agosto.
Outras cidades da região, como Águas de Santa Bárbara, Cerqueira César, Conchas, Coronel Macedo Fartura, Iaras, Itaí, Manduri, Porangaba, Taguaí e Tejupá, também fazem parte da DRS VI e aparecem no ofício enviado pela prefeitura.
Apesar disso, essas cidades não registraram casos da variante delta, apenas da variante P1, que foi identificada na maioria das amostras dessas cidades analisadas pelo HC.
Diante dos novos registros, a Vigilância Epidemiológica de Taquarituba, assim como a Secretaria Municipal de Saúde e a prefeitura, fez um alerta para que os moradores mantenham as medidas sanitárias para evitar a disseminação da Covid-19.
Já a prefeitura de Itaporanga confirmou que recebeu a notificação de dois casos da variante delta nesta quinta-feira (9) e que está em contato com o laboratório em Botucatu e com o Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) para tentar localizar esses pacientes.
Delta na região
Antes de Taquarituba e Itaporanga, a prefeitura de Itapetininga havia confirmado um caso da variante delta na cidade, no último dia 30. Segundo o Departamento de Vigilância Epidemiológica, a paciente é uma mulher de 32 anos que não tinha tomado nenhuma dose da vacina contra a doença.
Itapetininga confirma 1º caso da variante delta do coronavírus em mulher não vacinada
De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, Itapetininga já registrou dois casos da variante delta e Guareí, também na região, identificou mais um caso.
Em Itapetininga, a prefeitura disse que o segundo caso da variante foi notificado no último dia 2, em uma idosa de 92 anos que coletou amostras na Policlínica no dia 18 de agosto, com sintomas leves da doença.
O município também informou que está coletando informações sobre a paciente para levantamento epidemiológico e investigação sobre a procedência do caso e eventuais comunicantes. Disse ainda que a moradora tomou as duas doses da vacina e já está curada.
O relatório do HC de Botucatu sobre as variantes encontradas em Taquarituba e Itaporanga ainda será encaminhado ao Instituto Adolfo Lutz e ao governo do estado.
Em nota, a SES informou que a variante delta é classificada como “variante de atenção” pelas autoridades sanitárias devido à possibilidade de aumento de transmissibilidade ou gravidade da infecção, por exemplo.
Disse ainda que o balanço do Centro de Vigilância Epidemiológica (CVE) identificou, até 8 de setembro, três casos autóctones de beta, 36 de alpha, 1.409 de delta e 2.050 de gamma em todo o estado.
Segundo a SES, “as medidas já conhecidas pela população seguem cruciais para combater a pandemia do coronavírus: uso de máscara, que é obrigatório em SP; higienização das mãos (com água e sabão ou álcool em gel); distanciamento social; e a vacinação contra a Covid-19.”
A TV TEM também entrou em contato com a prefeitura de Guareí e com o Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE) de Bauru, e aguarda resposta.
Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região
VÍDEOS: assista às notícias da região