Polícia Civil afirma que caso será investigado. Boletim de ocorrência foi registrado como estelionato na Delegacia Sede de Praia Grande, no litoral paulista. Jovem deixou trabalho por causa de fortes dores
Arquivo Pessoal
Laryssa Fernandes de Castro, moradora de Praia Grande, no litoral paulista, alega que teve parte da quantia arrecadada em uma vaquinha virtual furtada do site. Ela percebeu a irregularidade ao abrir a plataforma online e ver que o dinheiro havia sumido. “Meu mundo desabou”, publicou a jovem nas redes sociais. Laryssa teve uma doença renal confundida com cólica menstrual por anos, e luta para conseguir uma cirurgia que custa R$ 25 mil. A Polícia Civil disse ao G1 nesta quarta-feira (18) que o caso será investigado.
A autônoma de 18 anos descobriu recentemente que tem uma doença congênita, a estenose de JUP, caracterizada por vias urinárias estreitas, o que impede o fluxo normal da urina. Depois de anos sem um diagnóstico correto, agora ela luta por uma cirurgia, e decidiu fazer a campanha online para realizar o procedimento pela rede particular de saúde, o mais rápido possível.
Mas, nesta terça-feira (17), a jovem viu que boa parte do valor que conseguiu sumiu, e acredita ser vítima de um golpe. Ela conta que havia R$ 2.365 na conta antes de o valor ser retirado. A mãe da jovem, Andreya Helena Fernandes da Silva, foi a primeira a observar que tinha algo errado. Ela relata que, ao entrar na conta, viu que tinha o valor de R$ 1.729 aguardando liberação para ser sacado.
Prints mostram valor pendente para liberação e mudança na campanha online após saque do dinheiro
G1 Santos
Ao conversar com a filha, que relatou não ter sacado nenhuma quantia, as duas tentaram contato com a plataforma para impedir o saque. Mas, Laryssa viu que a senha foi modificada, e suspeita que pode ter sido hackeada nesse processo.
Apesar da tentativa, o valor foi retirado, e as duas decidiram registrar um boletim de ocorrência de estelionato. Elas foram até a Delegacia Sede de Praia Grande, onde a vítima relatou que alguém sacou o dinheiro sem seu conhecimento. A Secretaria de Segurança Pública informou, por meio de nota, que as investigações prosseguem pela unidade.
“Enquanto isso, sinto dor, sofro em casa, e ainda tive esse acontecimento”, desabafou a jovem ao G1. Ela conta que todo o dinheiro que conseguia com rifas era depositado na vaquinha. Com medo de não conseguir reaver o valor, ela decidiu compartilhar o caso nas redes sociais e pedir que os amigos não doassem mais.
“Eu nunca imaginei que aconteceria tudo isso, na hora, não tive reação. Chorei horrores. Meu mundo desabou. Parecia que não era para ser, que eu não deveria ter feito nada disso, que seria mais fácil desistir. Mas, não vou. Eu não vou. Eu tenho que ser forte, infelizmente aconteceu”, diz na publicação.
Andréya informou ao G1 que na noite desta terça o site retornou o e-mail, alegando que não houve saque da vaquinha. A mãe diz que eles bloquearam a conta para evitar que o dinheiro fosse retirado. A plataforma ainda informou o passo a passo para a criação de um novo acesso.
O G1 tentou contato com a plataforma online em que o dinheiro era arrecadado, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.
Jovem fez postagem desabafando nas redes sociais
Reprodução/Redes Sociais
Doença
A jovem foi diagnosticada com a estenose de JUP após anos sentindo dores. Por causa da doença, houve um acúmulo de líquido nos rins e ela teve diversas infecções, mas, sempre recebia alta após ser medicada. Ao fazer novo exame na rede particular, os médicos descobriram que parte dos rins da jovem estava comprometida. Apenas 43% do direito funciona, e 56% do esquerdo. Com o acúmulo de problemas renais, ela passou a ter cálculos, e também foi diagnosticada com pedra na vesícula, precisando tomar medicações fortes.
A mãe da jovem relata que as medicações fazem com que a filha passe mal. “Ela está tendo reação alérgica, e a superdosagem faz mal para ela, que está inchando”, explica. Em cinco meses, a jovem perdeu 15 kg por conta dos enjoos causados pelas dosagens, e sofre com fortes dores, que causam até mesmo desmaios.
Jovem precisa passar por cirurgia por conta de doença renal
Arquivo Pessoal
VÍDEOS: as notícias mais vistas do G1