Campanhas de multivacinação e contra a poliomielite seguem até 30 de novembro em todas as cidades da região. Campanha de vacinação segue até o fim de novembro
Reprodução
Pelo menos 31 mil crianças ainda não foram vacinadas contra a poliomielite nas cidades da Baixada Santista, região de São Paulo. As campanhas de multivacinação e contra a poliomielite foram prorrogadas até o fim de novembro em todo o país, seguindo recomendações do Ministério da Saúde.
A meta mínima de imunização contra a poliomielite é de 95% das crianças em cada município, até o fim da campanha. Para garantir a dose, os pais ou responsáveis legais devem levar seus filhos de até 4 anos até um posto de vacinação com documento com foto e a carteira de vacinação da criança, se tiver.
Veja os postos de vacinação nas nove cidades da Baixada Santista
Em Santos, 5.713 doses da vacina contra a pólio foram aplicadas em crianças de 1 a 4 anos de idade. De acordo com a prefeitura, o número representa apenas 30% da população-alvo da campanha, formada por cerca de 17 mil crianças.
Em São Vicente, 8.460 crianças receberam a vacina, representando 46% do público-alvo, formado por 9.895 crianças. De acordo com a Prefeitura de Cubatão, 2.698 crianças foram vacinadas contra a poliomielite, representando 38% do total.
Em Guarujá, cerca de 9,2 mil crianças foram imunizadas, sendo 54% do total de 17.177 crianças residentes no município. Em Praia Grande, 8 mil crianças foram vacinadas, contabilizando 50% de cobertura vacinal do público-alvo.
O índice registrado em Mongaguá também está abaixo das expectativas. Desde o início da campanha, foram vacinas 1.289 crianças menores de 5 anos de idade. O resultado corresponde a 47,9% da população de 2.689 crianças.
A Prefeitura de Itanhaém afirmou, por nota, que foram vacinadas 1.758 crianças do total de 3.522, representando uma cobertura vacinal de 49,9%.