Procedimento realizado nesta segunda-feira (23) foi o 26º do ano de 2020 e superou a marca de 2015. HR realizou 26ª captação de órgãos para transplantes em Presidente Prudente nesta segunda-feira (23)
AI/HRPP
Movidos pelo sentimento de solidariedade, os familiares de uma mulher de 35 anos, que morreu vítima de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), autorizaram a captação de órgãos da paciente na manhã desta segunda-feira (23). Foi o 26º procedimento do ano, realizado pelo Hospital Regional (HR), em Presidente Prudente (SP), ultrapassando o recorde anual de 25 captações para transplantes alcançado em 2015.
A doadora esteve internada na unidade desde o dia 11 de novembro e, devido à gravidade do seu quadro clínico, teve a morte encefálica no sábado (21).
Entre os órgãos captados no procedimento, estão os rins, que foram para Marília (SP), as córneas, que ficaram em Presidente Prudente, o coração, encaminhado para Botucatu (SP), e o fígado, mandado para São José do Rio Preto (SP).
Conforme a enfermeira responsável pela Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos e Transplantes (CIHDOTT), Janaine Fernanda dos Santos, mais uma vez o trabalho do HR foi integrado ao da Central Estadual de Transplantes (CET) e ao da Organização de Procura de Órgãos (OPO).
“Apesar de estarmos em meio à pandemia da Covid-19 e ser um momento de dor e perda para os familiares, nós temos a CIHDOTT que identifica os potenciais doadores. Este recorde é o reflexo do trabalho minucioso que envolve, além de realização de exames, a abordagem sensível com a família e a movimentação da nossa equipe médica e assistencial. Somos muito gratos diante deste gesto nobre, no qual a família, mesmo diante do sofrimento, se disponibilizou a fazer essa doação”, afirma.
O HR realizou 26 captações de janeiro a novembro de 2020, sendo 7 corações, 8 pulmões, 16 fígados, 34 rins, 28 córneas e 1 pâncreas. Já no mesmo período do ano passado, foram realizadas dez captações.
HR realizou 26ª captação de órgãos para transplantes em Presidente Prudente nesta segunda-feira (23)
AI/HRPP
Como doar
Todas as pessoas podem ser doadoras de órgãos. Para isso, basta ter boas condições clínicas de saúde. No Brasil, a legislação não obriga que se realize uma declaração documental ou insira em documentos de identidade a informação de que se deseja ser doador de órgãos.
Segundo o HR, o interessado deve apenas conversar com seus familiares e informá-los sobre o desejo de ser doador.
HR realizou 26ª captação de órgãos para transplantes em Presidente Prudente nesta segunda-feira (23)
AI/HRPP
HR realizou 26ª captação de órgãos para transplantes em Presidente Prudente nesta segunda-feira (23)
AI/HRPP
HR realizou 26ª captação de órgãos para transplantes em Presidente Prudente nesta segunda-feira (23)
AI/HRPP
Initial plugin text
Veja mais notícias em G1 Presidente Prudente e Região.