Vítima de 25 anos mora em Americana e foi transferida para a UTI de hospital em Santa Bárbara d’Oeste. Ela pediu ajuda poucos minutos antes, segundo testemunhas. Polícia investiga tentativa de feminicídio após mulher cair de sacada em Americana
A jovem de 25 anos que teria sido jogada pelo namorado de uma sacada de seis metros de altura em Americana (SP) está intubada em estado ‘de extrema gravidade’, informou nesta terça-feira (31) o hospital de Santa Bárbara d’Oeste (SP) onde ela foi internada. O companheiro dela segue foragido.
“Avaliação da cirurgia geral que solicitou tomografia de tórax e abdome, que evidenciou fraturas múltiplas de arcos costais e de vertebra que indica encurtamento de estatura”, indica o boletim médico da unidade de saúde.
A mulher respira com ajuda de aparelhos e drogas vasoativas para manter os sinais estáveis, completa o hospital.
LEIA TAMBÉM:
Homem tenta matar ex-namorada a tiros em Campinas e mulher é atingida de raspão; VÍDEO
Segundo testemunhas ouvidas pela Polícia Civil, o companheiro da vítima jogou ela da sacada e fugiu em seguida. O caso ocorreu no Jardim Brasília por volta de 21h15 de segunda-feira (30).
Policiais civis apuraram que havia uma mancha de sangue na calçada onde a vítima caiu. Pingos de sangue também foram identificados em uma mesa na sacada onde ela estava.
Testemunhas que não se identificaram informaram aos policiais que a homem teria jogado a mulher do parapeito da sacada.
Outra testemunha que estava em um imóvel próximo ao prédio disse que viu e ouviu a mulher gritar por socorro por cerca de três minutos, mas não conseguiu perceber se havia alguém com ela.
Mulher caiu de sacada de sobrado em Americana
Wesley Justino/EPTV
Em seguida, a mulher caiu da sacada de costas na calçada. Só então a testemunha viu o companheiro da vítima, que fugiu do jeito que estava vestido, sem camisa. Segundo a Polícia Civil, há relatos de que o homem agredia a vítima.
O Corpo de Bombeiros atendeu a vítima, que em princípio estava consciente, mas com ferimentos na cabeça.
A delegada responsável pelo registro do caso, Talita Fiorini, incluiu o companheiro da vítima como investigado no boletim de ocorrência. O casal mora junto no sobrado.
“Considerando que o investigado esteve na situação fática e ainda, conforme os relatos, fugiu para não ser identificado, não prestando socorro à sua companheira, registra-se o presente boletim de ocorrência para posterior complemento da investigação”.
VÍDEOS: veja tudo sobre a região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.