Unidade que é referência para 13 municípios da região registra espera de até dois por esse tipo de exame. Investimento de mais de R$ 5 milhões amplia em 33% capacidade atual de diagnósticos. Equipamento de ressonância magnética ajuda nos diagnósticos de escleroses, derrames, tumores e tendinites
Divulgação
O Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Ourinhos (SP) recebeu do governo do estado uma nova máquina de ressonância magnética, um investimento superior a R$ 5 milhões e que amplia a capacidade regional de diagnósticos.
Segundo os administradores da unidade, esse equipamento deve agilizar uma fila de espera que atualmente pode demorar até dois anos para os pacientes conseguirem o exame. Segundo William Mosquim Simões, médico gerente do AME, essa espera deve cair para “poucos meses”.
O equipamento possibilita diagnósticos de infecções no cérebro e na medula espinhal, ajudando a detectar escleroses, derrames, tumores e tendinites.
Novo equipamento deve diminuir a fila por ressonância no AME de Ourinhos
O aparelho começou a funcionar neste mês e tem capacidade de produção de cerca de 250 exames por mês. Com isto, a capacidade regional de oferta do exame pelo SUS será ampliada em 33%.
Até agora, a região do Departamento Regional de Saúde (DRS) de Marília oferecia, em média, 752 exames por mês.
Profissionais de várias áreas integram a equipe que vai operar o novo equipamento do AME de Ourinhos
Divulgação
Para a implantação no AME, foi construído um anexo que conta com recepção, vestiário, banheiro acessível e salas de controle, exame, máquina e técnica.
Uma equipe multiprofissional foi treinada para operar o novo equipamento, formada por médicos, biomédicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e recepcionista.
O serviço beneficiará, através do SUS, a população regional dos 13 municípios que têm o AME Ourinhos como referência. As vagas serão reguladas pelo DRS de Marília, com suporte da Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde).
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília
Veja mais notícias do centro-oeste paulista: