Jean Gorinchteyn disse em coletiva de imprensa que parques foram autuados pelo serviço de vigilância sanitária após aglomerações ocorridas no último final de semana. Movimentação no Parque Ibirapuera no domingo (22)
Renato S. Cerqueira/ Futura Press/Estadão Conteúdo
O secretário da Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, anunciou nesta segunda-feira (23) que os parques Ibirapuera e Villa-Lobos, na capital paulista, foram autuados por aglomerações no último final de semana durante a pandemia de Covid-19.
Com alta da Covid-19, governo de SP critica eventos sociais, mas permite shows, casamentos, bares e restaurantes
Baladas clandestinas em SP têm ponto de encontro com vans para despistar fiscalização
O Parque Ibirapuera é de gestão municipal, enquanto o Villa-Lobos é administrado pelo governo estadual. Prefeitura e Governo de SP foram procurados pelo G1 para se manifestar sobre as autuações, mas não se pronunciaram.
“Só quero lembrar que o serviço de vigilância sanitária que está ligado à Secretaria de estado da Saúde continua não só fazendo as inspeções como autuando. Esse final de semana nós tivemos o Parque Villa Lobos e Ibirapuera que foram autuados por aglomerações”, disse o secretário.
Os parques na cidade de São Paulo fecharam em 21 de março, por conta da pandemia de Covid-19, e foram reabertos em julho, inicialmente somente de segunda a sexta e com horário reduzido. Em agosto, a prefeitura autorizou a ampliação do horário de funcionamento, mas manteve as unidades fechadas aos finais de semana. No primeiro final de semana de reabertura durante a pandemia de Covid-19 na capital paulista, cerca de 174 mil pessoas visitaram parques municipais na cidade.
Congestionamento em ciclovia do Parque Ibirapuera em SP neste domingo (22)
RENATO S. CERQUEIRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Fechamento de parquinhos e quadras
Playgrounds do Parque do Ibirapuera recebem visitantes nesta segunda-feira (2), primeiro feriado de reabertura dos parques na capital
Rodrigo Rodrigues/G1
A Urbia Gestão de Parques, responsável pela gerenciamento do Parque Ibirapuera, cancelou no último dia 4 de novembro a reserva online gratuita de quadras do parque que estava em fase de testes. Segundo a empresa, a suspensão foi recomenda pela Prefeitura e vale até a reabertura da área esportiva do Ibirapuera, ainda sem data prevista.
Os espaços funcionaram por livre demanda e passariam a ser liberados para uso mediante agendamento. Entretanto, administradora decidiu suspender a autorização por conta da alta procura.
Parque do Ibirapuera volta a fechar quadras e parquinhos
Vídeos: Tudo sobre São Paulo e Região Metropolitana