Delegado Eduardo Boigues foi escolhido por mais de 60% dos eleitores da cidade. Delegado Eduardo Boigues é eleito prefeito de Itaquaquecetuba com mais de 60% dos votos
O delegado Eduardo Boigues foi eleito com mais de 60% dos votos válidos em Itaquaquecetuba, para gerir a cidade entre 2021/2023. Em entrevista à TV Diário, ele prometeu reforçar a segurança e a saúde na cidade.
“Nós vamos implantar três tipos de ronda dentro da Guarda Municipal, que serão a Maria da Penha, que ficará vinculada à nova Delegacia de Defesa da Mulher que nós teremos na cidade, a ronda ambiental para acabar com os aterros clandestinos e terá ainda a ronda escolar”, pontuou.
Nós temos hoje a possibilidade de firmar um governo com o governo do estado para municipalizar o plantão policial, para registrar uma ocorrência não ficará a cargo apenas da Polícia Civil. Além de o delegado e o município vai ceder mais cinco oficiais administrativos, para que a polícia prepare eles e nomeie como escrivães.
“Vai ser igual a guichê de banco, chegou pegou a sua senha e vai ter um atendimento célere”, diz.
Eduardo Boigues foi eleito para a Prefeitura de Itaquaquecetuba.
Reprodução/TV Diário
Sobre a área da saúde, o delegado Eduardo Boigues disse que pretende municipalizar a administração das unidades de atendimento na cidade, que hoje é de responsabilidade de uma organização social, além de concluir as obras de unidades que estão paradas.
A cidade
Itaquaquecetuba é o 19º município mais populoso do estado de São Paulo, com cerca de 375 mil habitantes. Mas a cidade parou no tempo, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) a cidade não teve avanço nos últimos 20 anos. Por isso, ela foi classificada com baixo nível de desenvolvimento.
Terra de gente como o taxista João Jorge Carvalho, que trabalha, que batalha todos os dias mas sofre com constantes enchentes que muitas vezes deixam famílias inteiras desabrigadas.
“A gente percebe pela infraestrutura, as ruas dessa cidade que estão um caos, mas a gente acredita que vai melhorar”, diz o taxista.
No dia a dia, o direito de ir e vir é prejudicado pela falta de estrutura do transporte público. A saúde não atende às necessidades básicas da população. O ambulante José Marcelo de Oliveira
“A saúde aqui vai no hospital e não tem médico. Falta hospital e remédio”, conta.
A falta de segurança também preocupa. O município está entre os 200 em todo Brasil, com maiores taxas de homicídios por grupo de 100 mil habitantes. Só neste ano foram 60 homicídios, oito tentativas e mais de 3,5 mil roubos.
O prefeito eleito vai ter que cuidar de todas as áreas que envolvem a administração pública. Mas vale ressaltar que Eduardo Boigues (PR) conhece bem as vulnerabilidades na área de segurança. Há anos atua como delegado, investigando e prendendo criminosos. Foi escolhido pelo povo com 62,10% dos votos válidos, 94,6 mil votos no total.
O taxista Gersino Barbosa dos Santos diz que expectativa para o novo prefeito são bastante positivas. “Ele vem da área da segurança. Isso traz uma esperança maior para a gente, sim, e a gente se sente amparado.
Itaquaquecetuba é muito bem localizada, faz limite com grandes centros urbanos, grandes cidades como a capital paulista e Guarulhos. O acesso a rodovias importantes, como Ayrton Senna e a Presidente Dutra também é fácil. Por isso a cidade possui forte vocação industrial. São quase 800 indústrias dos ramos da metalúrgica, plástico e química entre outros.