Ribeirão Preto e Franca têm inverno com mais alertas de baixa umidade relativa do ar em 9 anos

0
0


Estação termina às 16h21 (horário de Brasília) desta quarta-feira (22), quando inicia-se a primavera. Índice ficou entre entre 12% e 20% por 38 vezes em Ribeirão e 27 em Franca. Sol forte e tempo seco castigaram Ribeirão Preto durante inverno
Luciano Tolentino/EPTV
Ribeirão Preto (SP) e Franca (SP) tiveram, em 2021, o inverno com mais dias em estado de alerta por conta da baixa umidade relativa do ar nos últimos nove anos. A estação mais fria do ano chega ao fim às 16h21 desta quarta-feira (22), quando inicia-se a primavera.
Como será a primavera 2021? Chuvas não vão encher reservatórios
O levantamento feito pela Defesa Civil a pedido do g1 considera dados da estação nas duas cidades desde 2013, ano que antecedeu a última seca histórica no sudeste. Neste ano, o balanço compilou informações até 13 de setembro.
O estado de alerta é decretado pelo órgão estadual quando a umidade do ar fica entre 12% e 20%. O percentual recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) é de 60%.
Coberta por névoa seca, Ribeirão Preto, SP, desaparece no horizonte
Alexandre Sá/EPTV
Ribeirão Preto
Em Ribeirão, o sistema de monitoramento instalado no Aeroporto Leite Lopes apontou que a cidade registrou umidade entre 12% e 20% em 38 dias durante o inverno deste ano.
Como efeito de comparação, o número é maior do que em 2014, ano da crise, quando o município passou 33 dias de inverno nessas condições. Já o ano passado foi o que mais se aproximou de 2021 dentre o período, com 36 dias (Veja abaixo no gráfico).
Com condições um pouco melhores, mas ainda longe das ideais, Ribeirão Preto passou outros 36 dias do inverno atual em estado de atenção, decretado quando a umidade fica entre 20% a 30%.
Com tempo seco, umidificadores viram itens de sobrevivência em Ribeirão Preto, SP
Por outro lado, o balanço aponta que a cidade também chegou a entrar uma vez em estado de emergência, com índices abaixo dos 12%.
Consequência direta da baixa umidade do ar, as queimadas também bateram números históricos em Ribeirão durante este inverno. Segundo a Defesa Civil, ao todo foram registrados 438 focos de incêndios. O total é o segundo maior para a estação desde 2013, atrás apenas de 2020, que registrou 518.
No gráfico abaixo, os números em verde sobre as queimadas consideram apenas registros dos chamados satélites de referência, informou o órgão estadual.
Gráfico mostra informações sobre umidade e queimadas em Ribeirão Preto durante últimos invernos
Divulgação/Defesa Civil
Franca
Já em Franca, o levantamento foi feito com base nos dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). No inverno atual, a cidade ficou em estado de alerta durante 27 dias, quatro a mais do que no ano passado.
A última ocorrência de um número tão alto foi registrada em 2015, quando 25 dias da estação ficaram nas mesmas condições.
A Defesa Civil ressalta, porém, que uma falha no sistema de monitoramento afetou a coleta de dados em 2019.
Entre os dias de umidade crítica no inverno de 2021, Franca passou mais tempo em estado de atenção. Foram 42 dias com índice entre 20% e 30%.
Além disso, a cidade passou outros dois dias em estado de emergência, de acordo com o monitoramento.
Assim como em Ribeirão Preto, o total de queimadas em Franca na atual estação (372) só perde para a do ano passado (385) no período desde 2013.
Gráfico mostra informações sobre umidade e queimadas em Franca durante últimos invernos
Divulgação/Defesa Civil
Cuidados
Em dias de umidade baixa, a Defesa Civil recomenda uma série de cuidados para evitar problemas relacionados ao tempo seco. Veja abaixo:
Não realizar, se possível, exercícios físicos e trabalhos ao ar livre entre 10h e 16h;
Evitar aglomerações em ambientes fechados;
Usar soro fisiológico para olhos e narinas;
Umidificar o ambiente com uso de vaporizadores, toalhas molhadas e recipientes com água;
Permanecer em locais protegidos do sol e em áreas arborizadas;
Aumentar o consumo de água.
Veja mais notícias da região no g1 Ribeirão Preto e Franca
VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região