De acordo com a Prefeitura, unidades de saúde de todas as regiões da cidade participarão da ação, que promove a conscientização de mães e gestantes. Suzano dentro do Agosto Dourado vai incentivar o aleitamento materno
Fernando Frazão/Agência Brasil
Suzano promove um novo ciclo da campanha Agosto Dourado, em respeito ao mês de valorização do aleitamento materno. De acordo com a Prefeitura, unidades de saúde de todas as regiões da cidade participarão da ação, que promove a conscientização de mães e gestantes.
Além disso, o Posto de Coleta de Leite Humano (PCLH) da cidade segue acolhendo doações para o atendimento de recém-nascidos.
A iniciativa municipal tem o objetivo de reforçar a importância da alimentação de bebês de até 6 meses exclusivamente com leite materno, com continuidade até os 2 anos.
A orientação se dá por causa do alto valor nutritivo e dos anticorpos necessários para o desenvolvimento do sistema imunológico da criança. Ao longo do mês, sete Unidades de Saúde da Família (USF) receberão um intensivo de agentes municipais, que abordarão mães e gestantes nas salas de espera das unidades para orientar sobre o processo de amamentação e os cuidados necessários.
As mães que estiverem amamentando exclusivamente seu bebê e tiverem excedente de produção láctea ainda podem contribuir para ajudar quem mais precisa, em um gesto de solidariedade.
O PCLH, conhecido popularmente como Banco de Leite de Suzano, acolhe doações para atender os recém-nascidos internados na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Neonatal da Santa Casa, conforme prescrição médica.
A coleta do material respeita todas as medidas de combate à pandemia da Covid-19 e pode ser feita inclusive em casa, basta entrar em contato com o setor pelo telefone 4745-3333, no ramal 3379, para realizar o pré-cadastro e agendar uma visita domiciliar.
A Prefeitura informou que atualmente, o setor conta com 72 doadoras cadastradas e segue aberto para acolher mais pessoas, sem limite de estoque. Só neste ano, foram recebidos mais de 370 mil litros de leite materno, o que permitiu que as equipes pudessem garantir a saúde e o pleno desenvolvimento de 100 recém-nascidos neste primeiro semestre.
O secretário municipal de Saúde, Pedro Ishi, destacou a importância das ações deste mês, que colocam o aleitamento materno no centro das atenções. Segundo ele, os trabalhos de conscientização já tiveram início na USF do Jardim Ikeda, no distrito de Palmeiras, e seguirão por vários outros pontos da cidade, contemplando todas as regiões. “Além da orientação e valorização do aleitamento, também convidamos todas as mães a contribuírem com o Banco de Leite da cidade. Doar é um gesto que salva vidas. Sua solidariedade garante um futuro saudável para os bebês que estão internados e não podem ser amamentados pela própria mãe”, finalizou.
Assista a mais notícias