Crime ocorreu na madrugada desta sexta-feira (13) na Rua Ararapira, no bairro da Saúde. Um dos agressores aparece segurando um objeto, que parece ser um pedaço de madeira ou barra de ferro. Não há informações sobre o paradeiro da vítima. Homens fugiram. Polícia investiga. Vídeo mostra momento em que travesti foge de agressor em SP, dizem moradores
Uma travesti foi agredida a pauladas por ao menos dois homens, na madrugada desta sexta-feira (13), na Rua Ararapira, no bairro da Saúde, na Zona Sul de São Paulo, segundo moradores ouvidos pela reportagem.
Câmeras de segurança de prédios vizinhos gravaram o momento que a vítima ferida corre para fugir de um dos agressores, que aparece segurando um objeto, que parece ser um pedaço de madeira ou barra de ferro (veja vídeo acima).
Até a última atualização desta reportagem não havia informações sobre a identidade e o paradeiro da vítima, se ela foi socorrida e qual o seu estado de saúde. Os agressores fugiram e também não foram identificados.
Questionada pelo G1, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) respondeu que a Polícia Civil irá analisar as imagens e investigar o caso para tentar localizar a travesti e os agressores.
“A equipe de investigação do 16º Distrito Policial [DP, Vila Clementino] analisa as imagens citadas para identificar a vítima, bem como os autores, para adotar as medidas pertinentes. A autoridade policial está à disposição da vítima para registrar a ocorrência, que pode ser feita em qualquer delegacia ou também pela Delegacia Eletrônica”, informa nota divulgada pela assessoria de imprensa da pasta da Segurança.
Ameaças de morte
Vídeo mostra travesti fugindo de agressores em rua da Zona Sul de São Paulo, dizem moradores
Reprodução/Arquivo pessoal
Moradores dos edifícios viram as agressões e ouviram as ofensas e ameaças de morte dos homens contra a trans.
“Gritavam para ela: ‘travesti tem que morrer!’, ‘saía daqui’ e ‘não vai roubar na favela’”, contou uma das testemunhas ao G1. “As agressões duraram cerca de 20 minutos”.
Os moradores disseram que há uma comunidade próxima à rua. As pessoas que moram nos prédios falaram ainda que acordaram com o barulho e ligaram para a Polícia Militar (PM) por volta das 4h50.
Viatura da PM
Viatura da PM passa em rua após travesti ser agredida por homens em São Paulo
Reprodução/Arquivo pessoal
Outro vídeo mostra o momento que uma viatura da PM passa pela rua, mas tanto a vítima quando os agressores já não estavam mais no local.
De acordo com a assessoria de imprensa da Polícia Militar, um carro da corporação foi até a rua para averiguar a suspeita de uma agressão a uma pessoa, aparentemente uma mulher. Mas quando chegou, o agressor tinha fugido em direção a um posto de combustíveis.
Vídeo mostra agressor aparece segurando pedaço de madeira, segundo moradores
Reprodução/Arquivo pessoal
Até a última atualização desta reportagem, nenhum dos suspeitos da agressão a travesti haviam sido presos.
A reportagem procurou a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública (SSP) para saber se o 16º Distrito Policial (DP), Vila Clementino, irá investigar o caso. Ainda não há informações sobre o motivo do crime.
A equipe de investigação do 16º Distrito Policial analisa as imagens citadas para identificar a vítima, bem como os autores, para adotar as medidas pertinentes. A autoridade policial está à disposição da vítima para registrar a ocorrência, que pode ser feita em qualquer delegacia ou também pela Delegacia Eletrônica