Marcão Marchi teve o mandato cassado no início de outubro. De acordo com o TRE, ele usou um jornal impresso de circulação local para fazer propaganda eleitoral antecipada em 2016. Prefeitura de Itupeva (SP)
Divulgação/Prefeitura de Itupeva
O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Sérgio Silveiro Banhos, determinou a volta de Marcão Marchi ao cargo de prefeito em Itupeva (SP).
Marchi teve o mandado cassado no início de outubro por um processo da campanha eleitoral de 2016, no qual, segundo o juiz do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), ele usou um jornal impresso de circulação local para fazer propaganda eleitoral antecipada.
No entanto, Banhos afirma que a permanência do prefeito na administração da cidade durante a pandemia de coronavírus dá máxima proteção aos direitos à vida e à saúde dos moradores.
Na última segunda-feira (16), o desembargador do TRE determinou uma nova eleição na cidade nos próximos 30 dias e o eleito iria administrar a cidade até o fim de 2020. Na liminar, publicada na noite desta terça (17), o ministro decidiu anular essa eleição, alegando ineficiência administrativa.
Na eleição municipal de domingo (15), Marcão Marchi foi reeleito com 45% dos votos. Em nota, a assessoria do parlamentar informou que o departamento jurídico trabalha para encerrar o processo na Justiça.
Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí