Suspensão é temporária, informou a prefeitura. Cadastro de adultos jovens foi aberto nesta terça (10), às 18h, e encerrado por volta das 22h. Vacina contra Covid-19 em Campinas (SP) tem agendamento suspenso
Carlos Bassan/PMC
Campinas (SP) anunciou nesta quarta-feira (11) que foi suspenso temporariamente o agendamento da vacina contra Covid-19 para pessoas com mais de 18 anos. As 53 mil vagas abertas nesta terça (10) para primeira dose do imunizante se esgotaram em cerca de quatro horas.
A marcação de horário nesta terça-feira começou às 18h e se encerrou por volta das 22h, informou a Secretaria de Saúde.
A reabertura do agendamento depende do envio de mais vacinas à cidade, a prefeitura não informou se há previsão de chegada de uma nova remessa de doses ainda esta semana. No entanto, se alguém desmarcar ou cancelar, a vaga volta a ficar disponível no site de vacinação de Campinas.
Veja quem pode ser vacinado hoje na metrópole
O agendamento foi reaberto uma semana após a última suspensão, quando a imunização contemplava pessoas a partir de 25 anos.
Vacina contra Covid-19: acompanhe a evolução da imunização na região de Campinas
E quem conseguiu agendar?
A vacinação das pessoas que conseguiram agendar segue ocorrendo normalmente. O morador deve chegar com dez minutos de antecedência na unidade de saúde, na data definida no sistema e apresentar documento pessoal, comprovante de residência e, se necessário, e comprovante da situação de saúde – para casos de pessoas com comorbidades, gestantes ou puérperas.
Quem agendou a segunda dose também deve obedecer a data e o horário estipulados; a marcação é feita pelo serviço de saúde quando a pessoa recebe a primeira vacina.
A campanha de imunização ocorre todos os dias em 64 postos de saúde. Segundo a prefeitura, cada Centro de Saúde tem um horário reservado para aplicar as doses contra a Covid-19.
Não pode escolher vacina
Moradores que recusarem a dose no momento da aplicação serão enviados para o fim da fila da campanha de imunização de adultos. Nesta terça, a prefeitura divulgou um balanço do primeiro mês da adoção da punição, e 377 recusas foram registradas.
Já os que faltarem na aplicação terão que esperar 30 dias para fazer novo agendamento. Caso o morador consiga fazer a justificativa junto à administração municipal, o CPF é liberado antes dos 30 dias para um novo agendamento. Na segunda oportunidade também não será possível escolher a vacina.
VÍDEOS: veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas