Prefeitura mantém interrupção diária de 18 horas, entre 10h e 4h, e diz que medida é necessária por causa de baixa recarga. Quatro áreas seguem com interrupção em dois dias da semana. Esquema de racionamento em Valinhos muda a partir de segunda-feira
Reprodução/EPTV
Valinhos (SP) fará alterações no esquema para racionamento de água, a partir de segunda-feira (20), para tentar aumentar a economia diante da dificuldade de recuperar os reservatórios em meio à estiagem e consumo elevado. Segundo a prefeitura, a divisão de bairros passa de quatro para seis, e duas destas áreas têm cortes no fornecimento em três dias da semana, e as demais mantêm duas.
A administração, em nota divulgada na noite desta sexta-feira (17), destaca que o corte diário continuará por 18 horas em cada área, no período de 10h às 4h. Veja abaixo a divisão de bairros.
O esquema começa pelas áreas 1 e 2A e o modelo é parecido com o sistema adotado durante a estiagem de 2014. Unidades de saúde e escolas terão suporte de abastecimento com caminhão-pipa.
A decisão de aplicar o racionamento foi confirmada pela prefeitura em 26 de agosto, após ela admitir que as manobras empregadas três dias antes para redirecionamento da água entre os bairros, por meio de alterações na pressão da rede, foram insuficientes para resolver os problemas.
Divisão de áreas de Valinhos para racionamento de água
A restrição faz parte da bandeira vermelha do Plano de Estiagem e Racionamento de Água do município, onde também são previstas captações de água excepcionais e multa inicial de R$ 441,21 para quem for flagrado enquanto desperdiça. “Os mananciais internos são responsáveis por 38,7% da água que é consumida na cidade e estão operando com níveis muito inferiores aos desejados. O percentual de reservação de água bruta está, nas barragens valinhenses, em 45% na Santana do Cuiabano, 10% na Moinho Velho, 20% na Figueiras e em 5% na João Antunes dos Santos”, diz nota.
A bandeira vermelha deve valer até 12 de novembro, mas, segundo a prefeitura análises sobre a situação serão feitas em tempo real. A reivindicação é para que a população faça uso consciente.
Entre as formas de desperdício listadas pelo governo municipal estão: uso de água para lavagem de áreas internas e externas dos imóveis, incluindo telhados; drenagem de caixas d’água e de piscina; além da lavagem de veículos, exceto estabelecimentos com alvará. Segundo a prefeitura, o emprego da água de reuso terá que ser comprovado, e denúncias podem ser feitas pelo 0-8000-133-839.
Regras impostas no decreto
As regras valem de 24 de agosto a 12 de novembro de 2021.
A classificação na bandeira vermelha tem como objetivo evitar o uso inadequado e o desperdício de água tratada.
Órgãos municipais estão autorizados a impor medidas restritivas para uso de água tratada em finalidades não essenciais.
Fixar uma multa no valor de R$ 441,21 – equivalente a até 500 vezes o custo da ligação de água.
A multa é para casos de irregularidades praticadas pelos moradores, que ponham em risco a saúde pública ou o sistema de abastecimento de água.
A prefeitura está autorizada a buscar ressarcimento dos que, por ação ou omissão, causarem danos nas redes de água, esgoto e as respectivas ligações.
A autuação pode ser aplicada pela Guarda Municipal e pelo Daev.
Divisão de bairros
Área 1
Jardim Primavera, Jardim Ribeiro, Vila Coqueiro, São Cristóvão, Jardim Imperial, Vila Imperial, São Jorge, Bela Vista, Jardim Planalto, Jardim Panorama, Residencial Augusto Valentim Juliato, Vila Pagano, Morada do Sol, Jardim Universo, Jardim do Lago, Jardim Maracanã, Chácara Silvânia, Santo Antonio, Res. São Luiz, Vale do Itamaracá, Village do Itamaracá I e II, Reserva do Itamaracá, Paiquerê, Condomínio Villa Araucária, Sítio Recreio dos Cafezais, Condomínio Villagio Florença, Condomínio Quinta das Oliveiras, Condomínio Millenium, Condomínio Morada das Nascentes, Condomínio Residencial Blumen Hof, Condomínio Quinta do Porto, Quinta das Parreiras, Condomínio Camburi, Vila Murano, Vila Toscana, Boa Esperança, Castelo, Nova Valinhos, Colina do Sol, Terra Nova, Vera Cruz, Jardim Soleil, Vila Embaré, Condomínio Oruam, Condomínio Tabapuã, Condomínio Monterosso, Monte Carlo, Nova Suíça, Nova Itália, Cond. Serra D´agua, Vila Rosa, Vila Norma, Vila São Sebastião, Vila Angeli, Vila Bissoto, Vila Olivo, Vila Anhanguera, Vila Franceschini, Vila Thereza, Vila Jair, Vila São José, Jardim Europa, Vila Brasiliana, Reserva das Palmeiras, Apaga Fogo, Jardim Recanto, Terras do Paiquerê, Portal do Quiririn, Cond. Athenas, Moinho Verde, Bougainvillea, Vila Progresso, Santa Marina, Jardim Valença, Itamambuca, Resid. Ouro Verde, Pq. Florence, Santa Escolástica, Quinta das Jabuticabeiras, Pacaembu, Condomínio Vila Santa Rosa, Vila Faustina I e II, Jardim Morumbi, Residencial Jardins, Residencial Bosque da Mata, Residencial Vale do Sol, Residencial São Conrado, Condomínio Vila Santa Rosa.
Área 2
parte baixa Colina dos Pinheiros, parte baixa Portal do Jequitibá, Vitória Régia, Palmeiras, Jardim Itapuã, Jardim Manacás, Terras do Caribe, Terras do Oriente, Jardim São Marcos, Condomínio Vila do Sol, Jardim Santa Maria, Santa Gertrudes, Samambaia, Samaritano, Jardim São Luiz, Village Di Napolli, Flor da Serra I e II, Jardim Jardim Paraiso, Pq. das Colinas, Alvorada I e II, Vale das Figueiras, Jardim Centenário, Pq. Portugal, Jardim Maria Rosa, Nova Espirito Santo, Pq. dos Cocais, Pq. dos Pássaros, Vila Ventura, Brisa Clube House, Floratta Clube House, Capuava, São Lourenço, Centro Comercial Valinhos, Novo Mundo I,II e II, Pq. Floresta, Contendas, Itapema, Tabatinga, Le Village, Recanto das Águas, Subdivisão Iporanga, Bairro do Frutal, Santa Emília, Village Santa Clara, Vivenda das Pitangueiras, Jardim Novo Milênio e Residencial Beira Rio.
Área 2A
Moinho de Vento, Vila Dorata Residenciale, Vitta Verde, parte alta Colina dos Pinheiros, parte alta Portal do Jequitibá, Jardim Nova Palmares, Pq. das Figueiras, Bom Retiro I e II, Jardim Eliza, Monte Verde II, Maison Blanche, Pedra Verde, Jardim União, Resindecial Chiari, Piazza di San Marco, Condomínio Residencial Villagio di Fiori, Condomínio Sapucaia, Residencial Tábata, Residencial Colina Verde, Residencial Portal da Colina, San Marino, Nova Era I e II, Ortizes, Santa Rosa, Vila São Joaquim, São Pedro, Ponte Alta, Santa Cecília, Vila São Cristóvão(zona baixa), Vila Rigesa, Vila Papelão, Vila Ramaciotti, Jardim Paulista Condomínio Fiorella, Residencial Verona, Residencial Vitória e Residencial Santa Eliza.
Área 3
Vila Santana, Jardim Pinheiros, parte intermediária do Colina dos Pinheiros, Fonte Nova, Água Nova, Ana Carolyna I e II, parte intermediária do Portal do Jequitiba, Pq. Santana, Monte Verde I, Condomínio Residencial Euroville, Jd São Felipe, Lausane, Zurich Dorf, Villagio Fiorentino, Jardim Ype, Jardim Maria Rosa, Vila Fontana, Maria Regina, Resid. Santa Thereza, Condomínio Cedros do Líbano, Residencial Valença, Vivaz Residencial, Jardim Celani, Colina dos Álamos e Florada da Mata.
Área 3A
Jardim América II, Jardim Jurema, Condomínio São Joaquim, Chácara Flora, Vila Moletta, Jardim Alto da Colina, Jardim Alto da Boa Vista, Vivenda das Cerejeiras, Shangri-la, Vila Colega, Chácara das Nações, Residencial Jardim Paraná, Recanto do Pássaros I e II, Mirante do Lenheiro, Jardim São Francisco, Lenheiro, Vivenda das Quaresmeiras, Jardim Novo Horizonte, Maria Ilydia, Santa Helena, Villagio Fiorentino, Colina dos Coqueiros, Vila dos Funcionários, Madre Maria Villac, Vila Vitória, Residencial Canter Ville, Vila Romana I e II, Vila Real, Celani, Chac. das Rosas, Villagio Veneto, Condomínio Porto do Sol, Condomínio Mais Campos Salles, Condomínio Village São Joaquim, Lot. Residencial Mont’Alcino, Vale das Uvas, Condomínio São Domingos, Condomínio Bella Guarda del Bosco e Condomínio Vista Valley.
Área 4
Country Clube, Parque Valinhos, Vale Verde, São Bento do Recreio, San Fernando e Condomínio San Pietro.
VÍDEOS: veja o que é destaque na região de Campinas
aVeja, abaixo,a divisão
Veja mais notícias da região no G1 Campinas.